como escolher seu prato em restaurantes

Quando estamos mudando nossos hábitos alimentares é importante entendermos a necessidade de aprender a escolher os alimentos de forma correta quando vamos a restaurantes e eventos sociais. Isso por que nenhum de nós viverá enclausurado e com medo de sair a rua e confraternizar com amigos e parentes em algum encontro rodeado de alimentos gostosos enquanto estamos cuidando da saúde. Mas, se isso passou pela sua cabeça e agora que está seguindo uma dieta super saudável deixou de sair com os amigos e ir a restaurantes, não se preocupe mais. Existem fórmulas perfeitas que se adéquam ao nosso padrão de vida e nos permitem desfrutar de refeições gostosas. Abaixo indicamos alguns métodos para que seu encontro com os amigos e familiares, ou até aquele encontro romântico, seja prazeroso e saudável ao mesmo tempo.



O primeiro passo importante é saber a composição do prato que você pensa em comer. Ou seja, pergunte ao garçom informações sobre o preparo do prato, assim você saberá que tipo de ingrediente é utilizado no prato e se poderá ou não consumi-lo. Outra saída de mestre é escolher o que vai comer antes dos demais, dentro do que é permitido no seu plano alimentar. Seguindo essa dica, você não corre o risco de ser influenciado pelos pedidos de seus amigos.



Durante a refeição, se for beber algo opte sempre por sucos de frutas e de preferência os mais cítricos que possuem mais enzimas naturais e ajudarão na sua digestão. Quanto a quantidade de suco, não consuma mais que 250ml, essa quantidade é a mais adequada para toda a refeição.


Enquanto espera pela sua refeição, evite as entradas e os aperitivos, que se encontram na mesa. Eles podem ser um vilão já que em geral são compostas de muita gordura e carboidrato simples. Se não consegue resistir, limite o consumo dessas guloseimas e foque em uma entrada caprichada com folhas e no prato principal que você escolheu.


Outra boa alternativa é pedir meia porção. A maioria dos restaurantes tem opções de meia porção. Pergunte ao garçom se existe a possibilidade de dividir o prato com alguém ou se servem meia porção. Se o estabelecimento não trabalhar com esse tipo de arranjo peça para levar o resto para casa.



Mesmo com todas essas dicas, o principal ainda está na sua cabeça: "o que escolher?". Procure pratos com molhos isentos de creme de leite ou maionese, com cortes e tipos mais magros de carnes. Dê preferência a aves e peixes e preparações grelhadas ou cozidas, ficando longe do que é frito. Ainda com relação aos molhos, se a sua comida vem acompanhada de molhos, peça para servirem à parte, assim você pode servir cerca de 1 ou 2 colheres de sopa, sem abusar de molhos gordurosos.


Ok, você está se perguntando sobre os acompanhamentos, não é? As saladas são, provavelmente, os pratos mais saudáveis, e por isso são, também, os melhores acompanhamentos. Ao privilegiar a salada, evita-se a ingestão exagerada de carne, e promove-se uma melhor sensação de satisfação. Se pediu salada como entrada, pode escolher legumes cozidos ou refogados, batatas coradas, arroz colorido ou com brócolis, e saiba como os purês são feitos pois alguns são preparados com creme de leite e queijo e não seriam uma boa escolha.


E depois de tudo isso, chega a hora da sobremesa. Escolha difícil, pois as sobremesas nos restaurantes não costumam ser boas opções, especialmente tortas e outros doces com muitos cremes. Se você não resiste a sobremesa, e precisa se dar esse prazer, coma sem culpa e divida com alguém para não comer toda a sobremesa.


Depois de todas essas dicas, siga feliz para o seu encontro com os amigos naquele restaurante badalado que você está cheio de vontade de ir... E se não conseguir seguir essas regras, coma sem culpa e não esqueça de seguir com a dieta nos próximos dias.


Para outras orientações nutricionais e elaboração de um plano alimentar individualizado de acordo com as suas necessidades, marque a sua consulta de maneira prática e rápida pelo whatsapp: 61 9 98220051 ou contato@nutrichefbrasilia.com.br

7 visualizações