diabetes mellitus

Atualizado: há 2 horas

A diabetes mellitus (DM) é uma doença que vem se tornando mais comum, e está relacionada principalmente a aquisição de maus hábitos alimentares e estilo de vida da sociedade moderna. Trata-se de uma doença crônica não transmissível, caracterizada pelo aumento anormal dos níveis de glicose no sangue.



Existem vários tipos de DM, aqui vamos explicar apenas dois:


DM tipo 1: é uma doença auto-imune, onde o próprio organismo destrói a células produtoras da insulina (hormônio responsável por reduzir os níveis de glicose no sangue), acomete principalmente as crianças;

DM tipo 2: diferente da DM tipo 1, ainda há a produção de insulina, mas os tecidos do organismo se tornam resistentes a ação que ela teria para reduzir os níveis de glicose, acomete principalmente os adultos com fatores de risco – maus hábitos alimentares, obesidade, sedentarismo.

O diagnóstico da DM é feito através da dosagem de glicose no sangue, quando há valores acima do esperado. Também há sintomas que podem auxiliar no diagnóstico, como: aumento do volume urinário, aumento da sede, aumento do apetite, visão turva, sonolência e alterações no peso.


A DM não tem cura, mas a modificação da alimentação tem um papel decisivo para o controle dos níveis de glicose no sangue, podendo ser aliada ao uso de medicamentos.



A alimentação adequada para o diabético vai requerer controle da qualidade e da quantidade dos alimentos consumidos, a fim de que a glicose se mantenha em níveis mais próximos da normalidade. Além das recomendações normais para uma alimentação saudável, é necessário reduzir o consumo de doces e açúcares simples, porque estes são capazes de aumentar rapidamente os níveis de glicose, e controlar o consumo total de amido na dieta, advindo de alimentos como: massas, pães, bolos, biscoitos, arroz e feijões.


É sempre recomendado aumentar o consumo de alimentos ricos em fibra, como as frutas, hortaliças e grãos integrais, isso porque as fibras retardam a digestão, controlando o aumento da glicose. Também recomenda-se a regularidade das refeições, com intervalos de 2-3 horas.


É importante lembrar que todo diabético precisa de acompanhamento médico, para controle da doença e avaliação da evolução dos níveis de glicose no sangue!


Para receber orientações nutricionais específicas e um plano alimentar individualizado, procure um nutricionista!


Marque a sua consulta com um profissional de saúde especializado.

87 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo