constipação

Atualizado: Mar 1

A constipação intestinal, também conhecida como “prisão de ventre”, consiste na dificuldade constante ou eventual para se evacuar ou na frequência de evacuação menor que 3 vezes por semana. Havendo episódios com fezes duras e grumosas, muitas vezes minúsculas e difíceis de evacuar, ou pequenos nódulos amontoados que também são difíceis de expelir. Ela pode ser classificada em: aguda (início repentino e término) e crônica (progressiva, sem sinais de melhora). Alguns dos malefícios causados pela constipação não tratada são: distensão abdominal, cólicas, gases, mau humor, inflamações intestinais, disbiose, hemorroidas e fissuras anais.

A primeira atitude a ser tomada para o tratamento da constipação intestinal é aumentar a ingestão de líquidos, principalmente água. A ingestão de água, melhora a hidratação das fezes e da mucosa intestinal, facilitando a evacuação. Se você não estiver bebendo água suficiente, seu cólon e intestino delgado sugam toda a umidade que ele pode receber da comida, deixando o bolo fecal endurecido e difícil de expulsar.

Além disso, fazer alterações na alimentação também pode lhe trazer benefícios. Evitar alimentos com efeito constipante, por exemplo: banana, goiaba, maçã e pera sem casca, caju, arroz branco, amido de milho, pães e biscoitos a base de farinhas refinadas e hortaliças cozidas. E aumentar o consumo dos alimentos laxantes, como: mamão, ameixa, abacaxi, frutas secas, aveia, arroz integral, feijões e hortaliças com casca.

imagem: the kitchn

Um intestino saudável depende de um equilíbrio da microbiota intestinal, assim como os movimentos intestinais saudáveis. É importante acrescentar alimentos com bactérias vivas, como alimentos fermentados (chucrute, kombucha, kefir e kimchi), além de consumir iogurte com culturas vivas. Alimentos "vivos" como esses podem incentivar a diversidade e a riqueza da população de bactérias intestinais. Além disso, é importante manter essas bactérias ativas e em constante reprodução, para isso consuma alimentos pré-bióticos (ricos em fibras). Portanto, uma dieta cheia de frutas cruas e vegetais ajudará a manter seu intestino funcionando. As gorduras saudáveis também desempenham um papel importante na saúde intestinal, por isso, tente consumir óleo de coco e azeite prensados ​​a frio, além de ácidos graxos como ômega-3 em sua dieta. Lembre-se de que, sempre que estiver tomando antibióticos, você estará matando bactérias boas e más em seu sistema; portanto, reabasteça seu intestino tomando simultaneamente probióticos. Outras medidas que podem auxiliar a regular o funcionamento intestinal são a prática de atividade física.


Caso a constipação intestinal não melhore, mesmo depois do aumento da ingestão de líquidos, mudanças na alimentação e prática de atividade física, procure um médico.


45 visualizações